segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Top Gear 2 (Super Nintendo / Mega Drive / Amiga) - Análise

Oi, tudo bem? Esta é a segunda parte da postagem "Top Gear - Franquia Clássica de Corrida dos Anos 90", que trata-se de uma análise do primeiro. Se você ainda não a conferiu, deixarei um link abaixo, caso haja interesse na leitura da mesma:











10 comentários:

  1. Esse Design das postagens... *.*

    Assim como a primeira postagem, seu post está ótimo! É muito bom ver uma nova postagem sua no blog :c)

    ResponderExcluir
  2. Agradeço pelos elogios, Rafael ;c)

    Espero que eu consiga trazer cada vez mais boas postagens para o blog. Mesmo que eu não consiga ser muito "pontual"... acho xD

    ResponderExcluir
  3. uma excelente postagem :)

    é ótimo ver gente falando sobre top gear em blogs sobre games antigos, foi uma franquia de corrida muito boa.

    poderia continuar na nintendo, imagina que foda seria um jogo pro wii u?

    ResponderExcluir
  4. Ótimo texto Hakiro.Ficou um toque old school,lembrando um bocado aquelas revistas mais antigas - tirando a parte de que de vez em quando eles falavam algumas asneiras rs.
    Gostei de ver você retornando para o blog.

    Top Gear 2 é um clássico inesquecível.Embora eu atualmente ache que ele não era tão bom assim.Comecei a perceber de uns tempos pra cá que ele é um jogo de corrida em trilhos (que existiam aos montes),ou seja,como se fosse um "On Rail Racer".Contudo,isso não é um defeito.

    A versão de Mega Drive não ficou boa.Gráficos bem mornos,co-op com queda de frames,somente 4 músicas no jogo inteirinho,e outras geringonças.O que ficou intacto foi a jogabilidade.
    Apesar de tudo,não é uma versão injogável - mas também incomparável com a versão de SNES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, GF! Acho que me alegro em saber que você gostou do meu retorno ao blog.

      Sobre a “franquia” Top Gear, creio que concordo com o seu ponto de vista. Uma quantidade considerável de gamers brasileiros talvez avalie os games dessa “série” de modo exacerbadamente positivo. Imagino que seja pela ótima distribuição que os games tiveram em nosso país (principalmente, o primeiro jogo).

      Para citar um exemplo que, do meu ponto de vista atual, aparenta ser um conceito exagerado dos games dessa franquia:
      Em um certo vídeo do canal “Jogos Antigos”, Wisley publicou um top com cinco jogos de corrida da 4°geração que, do ponto de vista dele, disse que eram os “melhores”. O ganhador desse ranking foi “Super Mario Kart”, e penso que ele utilizou uma boa argumentação para afirmar, dando devidos créditos à esse jogo. Top Gear também participou dessa lista e, mesmo ficando em uma boa posição, vários comentários com críticas negativas (alguns com linguagem maldosa, até) surgiram nos feedbacks do vídeo, com coisas como “Top Gear deveria estar em primeiro, seu burro”, ou “Top Gear é muito melhor que Mario Kart” e etc.

      Caso você não tenha conhecimento do vídeo citado, abaixo encontra-se o link do vídeo, caso você queria conferi-lo. É bem possível que os comentários mencionados ainda estão lá:

      Para mim, expressões desse tipo podem ser irrelevantes, principalmente se utilizarem linguagem degradante e/ou ofensiva. De todo modo, tornou-se fato que os games de Top Gear são considerados clássicos entre jogadores brasileiros. Mas, em minha opinião, eles não devem ser comparado com clássicos mundialmente famosos como se não existisse possibilidade alguma dele ser inferior.

      Como você disse, “jogos de trilhos” existem aos montes e dizer que os games da série “Top Gear” são “Os Melhores Jogos de Corrida do Mundo” pode ser bem presunçoso, se forem ignorados todos os outros jogos que existem do mesmo gênero.

      Para mim, se o primeiro Top Gear fosse comparado com “Lanborghini – American Challenge”, (outro game clássico de corrida do SNES, apesar de ter uma temática um pouco diferente), por exemplo, ele já “perderia”, pois, do meu ponto de vista, Lanborghini possui uma jogabilidade bem mais diferenciada, uso de mapas, imersão na história do jogo, gráficos superiores, possibilidade de utilizar acessórios do SNES, melhor uso do Mode7, e uma trilha sonora tão boa quanto à do primeiro Top Gear. Sendo assim, que dizer se ele fosse comparado à Rock’n Roll Racing ou Super MARIO Kart (o primeiro game de corrida, protagonizado pelo personagem mais famoso na história dos videogames)?

      Concluo que a franquia de Top Gear é muito boa, em minha opinião. É uma das que mais me dá nostalgia (principalmente Top Gear 2, que fez muito parte da minha infância). Mas, não acho que seja um jogo AWESOME (como diria o Sr.Wilson hehe), mas, sim, que contenta-se com uma classificação de “legal” e que, talvez, mereça ter seus méritos reconhecidos até hoje.

      Excluir
    2. Esqueci de indicar o link do vídeo do Wisley, do canal Jogos Antigos:

      https://www.youtube.com/watch?v=vWaA3iTg_8w

      Excluir
  5. Ótima postagem.

    Para ser sincero, nunca fui muito fã do Top Gear 2, embora eu concorde que ele realmente é um baita clássico. Foi uma evolução bem grande em comparação ao antecessor, e manteve a essência no qual fez Top Gear ser um jogo de corrida tão bom dentro de sua época (Na verdade, ainda continua sendo).

    É só uma pena que a franquia praticamente morreu depois de ir para a 5º e 6º Geração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado...
      De certa forma, imagino que eu tenha tinha uma atenção "diferenciada" com Top Gear 2, em relação ao primeiro jogo da série, porque ele fez muito mais parte da minha infância, creio. Eu só fui comprar o primeiro Top Gear, um certo tempo depois de comprar o segundo.

      Também imagino que eu esteja analisando a "franquia" Top Gear, porque ele faz parte da minha coleção pessoal - e pretendo criar algumas reviews, em breve, dos jogos que tive ou que "passaram na minha mão", quando eu era criança.

      E mesmo que a "série" não tenha "sobrevivido" à 5° e 6° geração, penso que a falta que ele possa fazer não é muito impactante, especialmente no exterior. Sendo assim, ela é facilmente cobrida pelas centenas de games com temática semelhante ao redor do mundo.

      Excluir
  6. É interessante ver como a "franquia" Top Gear tem uma fama imensa aqui, no Brasil. Mesmo que, apenas 3 jogos sejam reconhecidos pelos jogadores, o amor brasileiro sobre eles é de impressionar.

    Eu, por uma exceção curiosa, nunca gostei destes jogos. Cheguei a jogar todos os três do SNES e o Top Gear Rally de N64, mas dificilmente me impressionou. Creio que tenha sido devido ao meu já anterior amor ao Lanborghini, jogo que (Em minha sincera e exclusiva opinião, eu acho) considero muito melhor à Trilogia do SNES.

    Mas ok, é impossível negar que Top Gear foi um jogo impactante e que revolucionou o gênero junto a F-Zero e Mario Kart.

    Dou meus parabéns por este post e que o blog consiga ter a merecida fama que ele, até então, não alcançou. Mas quem não garante que isto é apenas uma questão de tempo, não é mesmo? Afinal, até mesmo o Nintendo Blast, um dos maiores blogs brasileiros de Games da atualidade, começou despercebido pelo público, mas no tempo, com suas deveras e excelentes postagens, chegou aonde está hoje.

    Sucesso para vocês redatores com um talento sem igual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas considerações positivas, Luciano! ;)

      Sobre a franquia Top Gear, você mencionou o jogo, creio eu, “Lanborghini – American Challenge”. Assim como eu disse para o GF (vide em um dos comentários acima, se quiser), na minha opinião, este jogo possuiu *COMPLETAR* em relação ao primeiro Top Gear. Sendo assim, imagino que seja incoerente compará-lo à clássicos do SNES como “F-Zero” e “Super Mario Kart”, como se ele tivesse aspectos positivos suficientes para “rivalizar” com eles.

      De qualquer forma, concordo que a influência que essa franquia teve no país em que vivemos (e provavelmente só no Brasil mesmo) foi tão grande que resultou em uma popularidade equivalente (ou maior) do que jogos mundialmente famosos. Mesmo que em uma análise honesta da franquia, na minha opinião, ela não corresponda aos ideais de muitos old gamers brasileiros, a “série” Top Gear contribuiu muito para um bom entretenimento na infância de muitas pessoas.

      --
      Sobre o blog, compreendo que a maior parte dos redatores do UGB talvez não se agrade com o número pequeno de pageviews que o ele possui, se relacionarmos essa quantidade com a que esperavam obter. Afinal, imagino que queiram ter suas postagens mais conhecidas do que são hoje em dia. Isso talvez pudesse causar um certo “desânimo”, impedindo que os integrantes daqui se esforçassem em criar boas postagens.

      Mas, para mim, não é isso que acontece no blog. Se formos considerar o histórico de ótimas redações e postagens do blog e o cuidado que ele continua tendo atualmente, acredito que, para mim, dados numéricos de visualizações não possuam muita relevância. Afinal, nós, redatores, talvez não precisemos da opinião de muitas pessoas para sermos “reconhecidos”, por assim dizer. É preciso lembrar que a fama não é, e nunca será, sinônimo de sucesso.

      Excluir