segunda-feira, 15 de julho de 2013

Análise: Diddy Kong Racing 64


Saudações caros leitores! Esperavam um Analise Escrota hoje, certo? Pois bem, resolvi fazer um "caminho" entre duas franquias da Rare, respectivamente Banjo-Kazooie e Conker The Squirrel. O meu objetivo é começar com suas primeiras aparições (Nesse caso Diddy Kong Racing 64) até seus últimos jogos lançados, de modo que iremos começar tudo com Conker, depois chegaremos ao Banjo e Kazooie. A análise de hoje é de ninguém menos do que Diddy Kong Racing 64, lançado para o Nintendo 64 em 1997 e depois de 10 anos, foi lançado um Remake para o Nintendo DS, que em diferente da versão original, o jogo não tinha mais Conker e Banjo, por causa que em 2002 a querida Rare foi adquirida pela Microsoft, sendo assim as 2 franquias se tornaram sobre os direitos da criadora do Xbox. Então sem mais delongas, vamos lá:

Um jogo de corrida com uma história bem divertida!

Que decepção em Diddy Kong? Perdendo pro Conker no próprio jogo!
A história do jogo se gira em torno de uma ilha pacífica, chamada Timber's Island, que foi invadida por um porco maldoso, chamado Wizpig. Os moradores da ilha resolveram desafiá-lo para uma corrida. Drumstick, o melhor corredor da ilha, perdeu a corrida e foi transformado num sapo pelos poderes de Wizpig. Agora, todos os moradores da ilha correm contra ele para derrotá-lo. Após derrotarem o porco, ele foge para seu planeta, mas os competidores vão atrás e chegam à Future Fun Land, onde passam por mais quatro fases e o desafiam pela última vez.

Como puderam ver, a história do jogo é ótima para um jogo de corrida, já que outros títulos desse estilo não tinham um história planejada na época (Até a chegada de Crash Team Racing, que juntamente com Crash Nitro Kart, ambos possuem um história muito boa). No jogo temos 10 personagens: Diddy Kong, Banjo, Conker, Krunch, Tiptup, Timber, Bumper, Pipsy, Drumstick e T.T. (Sendo que os dois últimos mencionados precisam ser desbloqueados), mas que apesar da grande variedade, todos (Tirando o Diddy Kong, que já existia) os personagens só estavam lá pra encher linguiça mesmo.

Um Gameplay tão brilhante quanto ao de Mario Kart!

Vai Conker! Detona o Diddy Kong e mostre do que você é capaz garoto!  
Você certamente conhece o sistema de voo e de mergulho do Mario Kart 7, não é? Mas saiba que a Nintendo não criou isso! A nossa querida Rare já havia criado esse sistema a muito tempo no Diddy Kong 64, onde o carro de nossos personagens se transformam e barcos e aviões (Até o ouriço azul pegou essa ideia em Sonic & All-Stars Racing Transformed). Além disso, temos uma variedade de itens que podem ser usados ao nosso favor, por exemplo: Os balões vermelhos, que nos dão a possibilidade de se jogar mísseis. Além desses balões vermelhos, nós temos os verdes (Que jogam objetos que irão atrapalhar no cenário, como uma banana do Mario Kart, por exemplo), os amarelos (Que criam um escudo, que podem fornecer um mais forte que o outro), os azuis (Que fornecem um turbo, algo parecido com o efeito que o Mushroom faz na série Mario Kart) e os balões coloridos (De várias cores, que fornecem ímãs que atraem um rival para você ultrapassa-lo).

O modo que os personagens se expressam é bem criativo até, apesar que o Conker tem voz de bixa e não está nem um pouco parecido com sua personalidade de Conker's Bad Fur Day, devemos lembrar que estamos em uma época em que Conker era inocente, e que seu jogo de Nintendo 64 seria bem infantil ao estilo de Banjo-Kazooie, mas felizmente a Rare deixou o Conker viadão (Leia o viadão com a voz do Ratinho) pra trás. Banjo está bem parecido com o que viria futuramente, tanto que o "Whooooa!" dele veio desse jogo. Em questão aos outros personagens, todos eles agem de forma bem inteligente, tanto em suas falas quanto nas corridas, onde dão um belo trabalho para o jogador.

Um clássico do Nintendo 64 que nunca morrerá!

Repare como esse jogo é para homens de verdade!
Diddy Kong Racing 64 foi um jogo do Nintendo 64 que vingou mesmo o console! É incrível como esse jogo e outros ótimos da época conseguiram fazer o console aguentar o grande peso de jogos de seu concorrente: O PlayStation 1, console que na época estava no topo da Geração. O jogo foi tão bem recebido que muitos críticos consideram o melhor jogo de corrida do Nintendo 64, na frente até mesmo de Mario Kart 64, que até então era o melhor dito pela crítica. O jogo também mostrou que Diddy Kong tinha seu grande potencial para ser o protagonista de um jogo, sendo de aventura ou não (Enquanto isso, naquela época Luigi só tinha o horroroso Mario is Missing! como jogo estrelado por si mesmo).

Infelizmente, nenhum personagem (Tirando Conker e Banjo) criado a partir desse jogo voltou para outro game (Isso se você não considerar o Diddy Kong Racing DS como um jogo separado), isso chega a ser triste já que os personagens eram carismáticos o suficiente para ficarem por gerações nos games. Apesar disso, Diddy Kong Racing 64 é um grande clássico do Nintendo 64 que merece sim seu respeito! Se um dia a Nintendo obter de novo os direitos da Rare, esperemos que a produtora faça talvez um Diddy Kong Racing U para nós fãs do companheiro de Donkey Kong!

Nota: 10

Prós:

O jogo tem uma variedade enorme de pistas, carros, personagens e itens!

A jogabilidade é boa e não é difícil de se acostumar!

O jogo é com certeza um dos melhores lançados para o Nintendo 64!

A história do game é muito boa e é uma das poucas vistas em jogos de corrida!

Contras:

N/A

Gostou da postagem? Comente e deixe sua opinião, você já jogou esse jogo? Se sim, gostou dele? Se não, gostaria de jogá-lo? Comente abaixo. Essa postagem termina por aqui, até a próxima postagem! =D

2 comentários:

  1. Ótimo post de novo Shadow Mario!
    Diddy Kong Racing foi uma evolução completa de Mario Kart,salvou o ano de 1997 (junto com mais alguns jogos) para a Nintendo.
    Sabia que ele ia ser um jogo de estratégia?
    Vi isso na revista Old Gamer,que é com certeza a melhor revista retrô brasileira,na edição de Castlevania Symphony of the Night.
    Gostei muito da análise!!!! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Não sabia que ele ia ser um jogo de estratégia, interessante. O jogo foi uma ótima evolução do Mario Kart mesmo, pena que não chegou no mesmo auge dos jogos de corrida do encanador. Abraços!

      Excluir