quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Análise: TimeSplitters 2


Saudações! Hoje trago para vocês a tão esperada (Ou não) análise do TimeSplitters 2, sequência de um dos primeiros FPS lançados para o PlayStation 2 (Cujo tem sua análise aqui no blog). Para aqueles que não sabem, eu sou um grande fã de da Trilogia TimeSplitters, e o meu preferido é por coincidência ou não esse que você está lendo agora mesmo. Lembrando o fato que a série TimeSplitters foi criada pela Free Radical Design, uma empresa cujo os membros são ex-funcionários da Rare (Sem falar do fato que praticamente todos participaram na produção do GoldenEye 007 64 e Perfect Dark). Sem mais delongas, vamos lá:

Nostalgia "Rareana" já na primeira fase do jogo! 


A história do jogo é simples: Sgt. Cortez (Protagonista da série) e Corporal Hart (Melhor parceira do já citado) foram enviados pelo The General para a Space Station, uma base no espaço que possui um portal capaz de voltar no tempo. Os TimeSplitters (Vilões que dão nome a série), sabendo dessa estação, eles atacaram os soldados de lá para conseguir voltar no tempo e modificar os acontecimentos históricos da humanidade, podendo assim dominar o Universo (Já que os humanos eram sua maior ameaça). Eis que então os protagonistas entram nessa história: Ao chegarem na estação, ambos são atacados por alguns TimeSplitters, mas conseguem matá-los e assim avançar para o segundo andar (Cujo o portal está lá).

Chegando lá, os protagonistas encontram os TimeSplitters viajando no tempo através dos Time Crystals, objetos que são necessários para as viagens. Cortez e Hart conseguem deter alguns, mas a maioria consegue escapar desde então. Sobrando apenas um Crystal, Cortez decidi ir atrás dos TimeSplitters, podendo assim matá-los e recuperar os Crystais.

Em comparação ao primeiro jogo, o modo história evoluiu muito! Em seu antecessor, o jogador só deveria pegar tal item e voltar para o lugar onde começou. Já aqui, temos várias missões principais e secundárias, desde de proteger alguém e até matar tal inimigo. Aqui temos 10 fases correspondentes à campanha principal, sendo elas: Siberia, Chicago, Notre Dame, Return to Planet X (Lembrando que a fase "Planet X" era do primeiro game), Neo Tokyo, Wild West, Atom Smasher, Aztec Ruins, Robot Factory (Fase difícil PRA PORRA, só digo isso!) e Space Station (A fuga de lá).

A primeira fase é de se dar Nostalgia para qualquer um que jogou GoldenEye 007 64, sendo uma clara referência à Siberia, sendo que temos até a barragem aqui (E subimos nela, como no clássico de Nintendo 64). Mas não pense que a série TimeSplitters é uma espécie de "sucessor espiritual" de GoldenEye 007 64 assim como Perfect Dark foi, nada disso jovem! TimeSplitters é uma série única que traz seu próprio estilo. A segunda fase se passa na cidade da máfia e a terceira em uma catedral lotada de mortos-vivos. As outras... Bem, jogue meu caro leitor, a experiência de cada uma é única, pode ter certeza disso.

Um Multiplayer tão alucinante quanto ao de GoldenEye 007 64!


Se TimeSplitters 2 tem um ponto muito forte, é seu Multiplayer extremamente viciante. Se GoldenEye 007 64, um jogo de um console da 5º Geração já se tinha um Multiplayer viciante, imagine então TimeSplitters 2, que deixou tudo de bom de seu "antecessor espiritual" (Só estou dizendo por dizer mesmo, mas ele não é isso) e ampliou muito mais. Aqui temos o modo Arcade, que nos permite criar nossas próprias partidas de puro tiroteio. Temos vários modos para se jogar, sendo eles: Deathmatch (Famoso mata-mata entre si), Team Deathmatch (Versão com até quatro times do Deathmatch), Capture the Bag (Uma espécie de Capture the Flag, só que com maletas no lugar), Bag Tag (Apenas uma maleta, quem ficar com ela por mais tempo ganha), Elimination (Um limite de mortes, caso acabar suas vidas você está eliminado da partida), Shrink (Quem estiver abaixo do primeiro lugar estará um pouco ou muito menor), Flame Tag (Meu preferido: Um estará com uma chama em seu corpo, e ele tentará pegar seus adversários. Quem não pegar ou ser o que pegou por menos tempo ganha), Virus (O mesmo do antecessor, só que aquele que o em chamas pegar estará contaminado, e terá que pegar todos. O último que sobreviver ganha), Regeneration e Leech (Ambos possuem sua barra de vida regenerada, sendo um diferente do outro), Thief (Quem pegar mais moedas de seu adversário ganha), Zones (A equipe que obter mais pontos com sua marca [Ou seja, vermelho ou azul] em hologramas que ficam no chão ganha), Assault (Se a equipe que assaltar completar a missão irá ganhar, e a que conseguir defender pelo limite do tempo ganha) e Monkey Assistant (O jogador [Ou Bot] em último irá receber ajuda de Monkeys, que irão perseguir os primeiros colocados).

A variedade de personagens aqui também é um grande ponto forte, temos desde novos personagens e Clássicos do TimeSplitters 1, ou seja, temos aqui Captain Ash, Harry Tipper, Chastity, The Impersonator, Badass Cyborg, Chinese Chef, Duckman Drake, Gingerbread Man, Insect Mutant (Como eu adoro esse cara haha) e Robofish todos vindos do primeiro game. Dos novos, temos além dos protagonistas: Vários zumbis, vários soldados, vários mafiosos, vários alienígenas e várias outras bizarrices que apenas o Universo dessa série fabulosa pode trazer. Meu preferido? Ora bolas, é claro que é o Insect Mutant!


É... Eu sei, é muito bizarro, mas ao mesmo tempo é AWESOME por ser muito criativo. Afinal, em que outro jogo você vai encontrar um cara mutante que carrega um inseto gigante em seu colo?

Além dos personagens, temos fases novas e também 4 fases vindas a partir do primeiro game: Streets (Desbloqueada jogando a campanha no Easy), Compound (Desbloqueada jogando a campanha no Normal), Site (Desbloqueada jogando a campanha no Hard... Eu sei, chega a ser sacanagem mesmo) e Chinese (Desbloqueada terminando a Liga Elimination da Honorary League). Grande parte das fases novas são baseadas em suas fases da Campanha, como Ufopia que é baseada em Return to Planet X, Hospital que é baseada em Notre Dame e etc. Cada fase tem seu próprio estilo, e a variedade de objetos que podem ser controlados ou "interativos" é muito grande na maioria das fases. Minha fase preferida? Sem sombra de dúvidas a Ufopia, lá qualquer modo se encaixa bem, desde o bom e velho Deathmatch até o Flame Tag, que traz muito pânico se a partida for sem nenhuma arma.

Falando em armas, aqui temos uma variedade enorme! Temos armas clássicas, modernas, futurísticas e até mesmo Tijolos! Uma tijolada na cabeça pode ser fatal para seu inimigo ou para você mesmo. Lançadores de Granadas podem causar muitas confusões em partidas, Minas Remotas podem ferrar totalmente com a estratégia de seus inimigos e etc. Minha arma preferida é sem dúvida a Tatical-12-Gauge, a famosa "12" simplesmente destrói seus inimigos com apenas alguns tiros.

E as músicas? Rapaz... São incríveis! Todas elas são compostas por Graeme Norgate, o mesmo compositor de praticamente todos os jogos da Rare, que foi um dos principais criadores da famosa magia "Rareana". Todas as músicas são ótimas, e cada uma combina com o estilo da fase em que ela é tocada, desde na Siberia até na Robot Factory! Escutem algumas delas:






Nota: O último vídeo apresenta o título do primeiro game, mas a música também se aplica em TimeSplitters 2.

Um ponto negativo? Bem, eu diria que o jogo não tem um... Mas, se formos realmente buscar tal ponto, eu diria que é sua dificuldade no modo Hard. Por mais que ele não seja tal TÃO difícil assim, o problema crucial dele é seu sangue, que com apenas 2 tiros já pode ir por água abaixo. Mas e daí? Pelo menos tem sangue né? E eu digo: Não muito. Por exemplo, na Sibéria você só irá encontrar 2 Kit médicos durante a missão INTEIRA, além de um colete meia-boca na metade dela. Eis que eu falo: Isso é justo? Claro que não! O pior de tudo é que só desbloqueamos uma fase e uma trapaça de munição infinita, por mais que a recompensa seja incrível no final das contas, a Free Radical poderia ter dado algo a mais para o jogador, não? Muito sofrimento para desbloquear apenas uma fase e uma trapaça é bem decepcionante...

Mas digamos que isso não é um ponto negativo de certa forma... Esse é um modo para os Gamers hardcore de verdade! Afinal, tem que ter muita fibra e paciência para terminar esse Game no Hard, é tudo uma questão de prática mesmo.

Um dos melhores FPS já criados no mundo dos Games!



Sem dúvida alguma, TimeSplitters 2 é um dos melhores FPS já criados no mundo dos Games,, sendo na minha humilde opinião o melhor já criado. A variedade de armas, personagens, fases e sua trilha sonora ótima fizeram com que esse fosse um dos jogos mais marcantes do gênero. Chega a ser uma pena que um excelente jogo como esse não recebeu o sucesso que merecia, por causa de que criatura? Call of Duty, a franquia mais mercenária já criada nos Games. TimeSplitters 2 melhorou tudo de seu antecessor e deixou as partidas frenéticas ainda mais loucas e divertidas! Depois do grande sucesso, tivemos TimeSplitters: Future Perfect, um ótimo jogo que seguiu muito bem os caminhos de seu antecessor (Apesar de ter piorado alguns aspectos bons do TimeSplitters 2).

Atualmente, fãs de TimeSplitters conseguiram a permissão da Crytek de fazer um fan-game para os PCs, institulado TimeSplitters Rewind: O game promete trazer tudo de bom da série em um só game, com todas as fases modeladas e todos os personagens da franquia. A Demo tem seu lançamento previsto para o final desse ano, já sua versão completa está prevista para o começo de 2014. Para aqueles que estão interessados em jogar um dos Games dessa maravilhosa série, recomendo vocês a experimentarem o TimeSplitters Rewind quando ele lançar, o projeto está ficando realmente interessante.

Nota: 10

Prós:

Ótima campanha e um Multiplayer totalmente viciante e divertido!

Uma imensa variedade de personagens, fases e armas!

O modo Mapmaker (Que possibilita criar fases) dá um toque incrível ao jogo!

Ótima trilha sonora composta por Graeme Norgate!

Contras:

N/A

Gostou da postagem? Comente e deixe sua opinião, já jogou esse Game? Se sim, ele foi uma experiência ótima para você? Se não jogou, gostaria de jogá-lo? Essa postagem termina por aqui pessoal, até a próxima postagem! =D

9 comentários:

  1. Boom Headshot!
    Muito boa análise,pena que eu não joguei na época,se pelo menos ainda tivesse um PS2...
    É um jogaço,pra mim no PS2,só perde pra Black,mas com certeza é um dos melhores FPS da história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, é um grande jogaço, pode não ser o melhor do PS2 (Black) ou do Xbox (Halo), mas certamente é o melhor do GameCube (Acho que nem Geist e Metroid Prime ultrapassam ele).

      De certa forma, TimeSplitters mudou os Games de FPS, permitindo customizar fases, jogar com zumbis, patos e etc. É uma pena não existir mais jogos malucos como esse, atualmente só temos jogos genéricos de guerras.

      Eu vejo um empate técnico entre Black e TimeSplitters 2: Black tem uma excelente campanha, mas a falta de um Multiplayer é um crime brutal. A campanha de TimeSplitters 2 chega a ser bem enjoativa, mas o Multiplayer é incrível e genial.

      Futuramente pretendo fazer um post sobre "A histórias dos FPS", ao estilo da sua postagem sobre TODOS (Ou quase) os RPGs lançados =D

      Excluir
    2. A não Shadow,se Metroid Prime fosse um FPS com certeza seria melhor que o TimeSplitters,mesmo ele sendo um jogaço e tendo um ótimo multiplayer mas Metroid Prime,caramba,é único,ainda bem que ele é um jogo de aventura em primeira pessoa,se fosse um FPS mesmo ganharia.
      Mas sobre o Timesplitters e Black,concordo,é meio difícil falar qual é melhor,pois um tem um singleplayer rápido mas um multiplayer bruto,já com o outro,uma campanha brutal mas um multiplayer inexistente.Esses dois games vieram pra evoluir o gênero,pena que hoje em dia,o melhor que temos nesse "mundão" é o Half Life e o Bioshock.

      Esperarei com o maior prazer esse seu post!Só não esqueça dos FPS clássicos de PC como Doom!

      Excluir
    3. Gosto muito de Metroid Prime, joguei o 1 e o 2 e achei totalmente fantástico! Mas de certa forma ainda acho o TimeSplitters 2 melhor, talvez porque o Multiplayer é mais interessante e o Mapmaker (Customização de fases) dá um ar genial para o jogo...

      Realmente, Half Life e Bioshock são os únicos jogos de FPS atualmente que são bem criativos. Essa nova geração precisa de algo como Black, TimeSplitters ou GoldenEye 007 do Nintendo 64: Um Multiplayer (Ou Campanha, em questão ao Black) tão divertido, criativo e sensacional.

      Pode ter certeza que irei botar Doom e outros jogos clássicos de FPS na lista (Isso inclui Wolfenstein 3D, Quake e outras maravilhas desse gênero)! =D

      Excluir
    4. Pode ser que gostou mais,mas melhor...acho muito difícil,entretanto,o multiplayer de Timesplitters 2 é mesmo fantástico,é uma evolução imensa do MP de Goldeneye e Perfect Dark,o Mapmaker LOL eu piro nele,varia muito,e é fácil,meu primo VIADO NÃO DEIXAVA CRIAR!!!!!!!!!!FALAVA QUE ERA DIFÍCIL!!! XD

      Concordo plenamente,enquanto que na quantidade o mundo dos FPS está ficando grande,na qualidade,tá horrorosa,por exemplo eu acho Battlefield 3 um bom game,mas só isso e mais nada,porque tirou coisas do Battlefield 2 que eram excelentes (como o modo Command) e não tem um singleplayer (é uma ofensa eu falar que aquilo é modo campanha,você zera ele num final tosco,e só aparece "DONE",pior que os finais da CAPCOM em jogo de luta),já o Call of Duty tem um singleplayer (o que não quer dizer que é bom),e um multiplayer bagunçado,uma engine ultrapassadíssima,nem adianta falar que é pra preservar os 60 FPS,vai se fuder quem diz isso,se for assim eu ia falar pra toda produtora fazer a mesma coisa.Precisa urgentemente mesmo de um FPS criativo,para dar uma variada e uma renovada nesse gênero.

      Half Life 2 achei muito overrated,ainda sim é muito bom (LOL o jogo é de 2004,não acreditei que o game tem uma física tão boa,parece atual,agora entendo porque a Source Engine é ótima).o Bioshock Infinite também é extremamente overrated,e não deixa de ser muito bom (mas dizem que a jogabilidade não é tão boa...).

      Enfim,essa é a "grande" geração cocô.

      Excluir
  2. Shadow Mario...posso te ajudar a fazer essa lista dos melhores Retro FPS?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que sim, qualquer ajuda é muito bem-vinda!

      Excluir
  3. posta um video de vc criando uma fase no modo avançado

    ResponderExcluir