sexta-feira, 24 de abril de 2015

O que está acontecendo com a atual industria dos games???


Muitos de vocês, atuais gamers, não fazem a menor ideia do que vou dizer nesse post, e não é por menos, afinal atualmente a cena gamer mundial foi tomada por copias.
E então surge aquela interrogação a você que lê agora esse post do titio Gustavo Freitas.
-Mas como assim copias?
Calma que vou lhe explicar.
Se você puder e não tiver os meus atuais 35 anos de idade, peço que volte comigo ao inicio de tudo isso, o ano é 1972 e dois malucos visionários chamados Nolan Bushnell e Ted Tabney resolvem fundar o que seria a primeira empresa na produção de jogos eletronicos lançando seu lendário jogo Pong.

A produção desse vovô dos arcades começa no mesmo ano 1972 e alguns anos após a Warner interteiment compra a empresa demite Ted Tabney por diferenças ideologicas e lança o primeiro de seus consoles chamado Atari VCS(Video computer system). Fotos do mesmo ai do lado.
 _________________________________________________________________________________
Dai então vem os magicos anos 80 e juntam-se a Atari duas empresas que se tornariam icones na produção dos primeiros novos consoles 8 bits.

Eram elas Nintendo e Sega, ambas empresas japonesas e que durante quase duas decadas ou seja, 20 anos, lideraram a forma com que se faziam jogos de qualidade e grandes classicos, inclusive jogados até os dias de hoje por saudosistas assim como eu.

 ________________________________________________________________________________

 No fim da década de 80 e  inicio da década de 90 são lançados dois dos maiores video games de todos os tempos, aqui apenas falamos de Super nintendo system e sega genesis e no Brasil o saudoso Mega drive.
__________________________________________________________________________________
Já proximo ao final da decada de 90 a sony antiga parceira da nintendo, e que inclusive foi deixada de lado pela Big N com seu projeto de um super nintendo cd.

Resolve lançar aquele que seria o terceiro marco da historia dos games, é lançado então o playstation e toda uma nova onda de competição e otimos jogos vem de brinde para os gamers da epoca.



__________________________________________________________________________________
Vale ressaltar aqui que tivemos jogos e mais jogos lançados para diversos outros sistemas, que também tiveram seu peso dentro de toda historia, porém vou citar rapidamente os mais importantes para não cansar você, ou se tornar um professor, coisa que não sou.
Depois de mais de 40 anos do inicio de tudo, a pergunta feita no titulo dessa postagem é a que faço agora a você leitor do united games:
O que está acontecendo com a atual industria dos jogos?
Por que será que tento encontrar na atual safra de jogos disponiveis algo que me faça perder horas, dias, e não encontro??
Um exemplo simples e que talvez faça você parar e pensar e talvez, eu disse talvez, até concordar comigo nesse ponto de sua leitura é:
Pense por um minuto em uma trilha sonora de um jogo atual.Isso é se você conseguir claro.
Agora faça outro exercicio e pense nos temas que marcaram gerações como exemplo a isso os temas dos jogos do porco espinho mais famoso do mundo o Sonic the Hedgehog, ou então nos temas de Super mario, ou de The legend of zelda dentre tantos outros...
Basicamente boa parte dos jogos dessa época ou seja anos 80 e 90 tinham uma receita de otimos jogos em todos os sentidos, otimas ideias, desafio real, game over de verdade, trilhas sonoras robustas e marcantes, persongens carismaticos e que mesmo após decadas de sua criação ainda são explorados largamente pela industria por se saber que os mesmos são tão importantes para os atuais consoles disponiveis, ou talvez até mais importantes do que os proprios consoles.
Atualmente boa parte de todo o conteúdo produzido pela grande maioria das desenvolvedoras está saturado e muito parecido, restando aos atuais gamers, e também aos atuais críticos se prender a: taxas de quadros por segundo e resolução de video.
Tudo isso é uma verdadeira chatice para não dizer outra coisa, e enquanto isso nós os gamers somos obrigados a pagar e consumir muito do mesmo, sem contar com os hipes da vida que desses basta citar watch dogs e você terá uma noção do que falo,fora os muitos adiamentos de jogos até mesmo do próximo Zelda do wii u.
Enfim queridos e queridas que leêm agora, deixo aqui uma dica para que, talvez seus dias gamer sejam mais proveitosos, pois abaixo lhes deixo de presente o super retro 16, um otimo emulador de super nintendo para android e que lhes fará voltar no tempo e perceber o quão diferente e notável eram os jogos naquela época.
Aproveitem e se divirtam.

Para baixar o seu basta clicar aqui.

Conclusão: 


Minha conclusão de tudo que disse acima para você é simples. O dinheiro que se ganha hoje é o verdadeiro motivo pela falta de criatividade que vejo hoje na industria gamer, é muita gente querendo faturar cada vez mais alto e pouca gente preocupada com o que realmente importa, nos os gamers.

Criticas e comentários como sempre são muito bem vindos aqui no united, então não se acanhe e deixe ai abaixo o seu comentário e critica.

Por Gustavo Freitas/gfsym.

Um comentário:

  1. Então cara,bom post.

    Mas acho que o meu pensamento vai além disso.

    Primeiramente,é bom deixar claro que a indústria de games não é mais a mesma.
    Isso é bom ou ruim?
    É bom,e é ruim.
    Por um lado,os jogos hoje estão atingindo um público muito maior do que antigamente,atualmente quase estão virando a chamada "a oitava arte",onde a variedade está em grande escala,e o nível (técnico e artístico) está aumentando drasticamente.Tem muitos outros elogios a fazer à essa indústria de games atual.
    No entanto,o número de problemas nela está perturbante.

    Melhorar na parte técnica gera um orçamento maior,e a parte artística requer profissionais bem qualificados e criativos,e portanto,aumenta esse orçamento mais ainda.

    E como os jogadores e a crítica especializada está exigindo cada vez mais cenas "explosivas",diálogos realistas e envolventes,enredos ricos em conteúdo e complexidade,gráficos top de linha,qualidade sonora abrangente,portanto,as empresas são praticamente obrigadas a melhorar nesses quesitos.

    E assim jogos "grandes" atingem altos custos de produção.

    Mas aí que tá o problema:
    Será que esse alto custo compensará quando verem as vendas dos jogos?
    Os jogadores e a crítica especializada aceitarão eles?
    E se o lucro não for o suficiente para as empresas continuarem firmes e fortes?

    Bom,existem várias perguntas e várias respostas.
    O que está acontecendo hoje é que,primeiro:

    As empresas não estão conseguindo equilibrar o orçamento,portanto,não sabem se seus jogos terão um "retorno" (lucro).

    Segundo:

    Jogadores e a crítica de hoje estão agindo de modo diferente.Temos os jogadores inteligentes com um senso crítico aguçado,e mentes mais abertas,temos os casuais,que não tem um bom conhecimento e entendimento no assunto,e os fanboys,com mentes fechadas.

    O problema é que essa primeira parcela é a minoria,a segunda e a terceira são as que dominam.

    Daí,quando surge um game mais inteligente,pensativo,criativo no mercado,essa primeira parcela à aceita,no entanto,como é minoria,não gera lucro,já que os outros públicos não o recebem bem,no geral.

    Nesse caso,as empresas tem que atingir jogos para todos os públicos para gerar lucro.
    Então,o risco de lucrar com isso é grande,mas está "pau a pau" com o fracasso.

    Aí vem mais um problema:
    Muitos jogos não são tão bons na qualidade mas acabam vendendo bastante.Por que isso?
    Porque a minoria não vai comprar (os críticos ou jogadores mais pensativos) ,mas o resto,a massa,vai.

    Enfim,o que eu quero dizer com isso tudo?

    As empresas que fazem jogos com orçamento maior,preferem a opção mais viável,mais fácil,que é fazer jogos pra massa (que engole qualquer coisa ),do que fazer jogos mais inteligentes,criativos,que correm o risco de não atingir todo o público.
    Claro,existem jogos assim,como Metal Gear Solid.
    Mas são exceções que utilizam as duas opções.

    Por isso tudo que eu disse que falta criatividade nessas últimas gerações.
    Cabe às empresas mudarem esse cenário,que certamente já foi muito melhor nas outras.

    Sobre a sua conclusão,é basicamente isso,o mercado está evoluindo muito rápido,ansioso por lucro e mais lucro,e os jogadores mais pensativos como nós estão sendo deixados de lado.

    Enfim,é um tema que dá pra ficar um ano inteiro discutindo,mas não vou falar mais porque esse texto ficou muito grande kkkkk.

    Abraços


    ResponderExcluir